A televisão aberta pode acabar?

Um tema que já é debatido há algum tempo é: será que a televisão aberta pode vir a acabar no futuro próximo?

Essa pergunta vem ficando mais relevante à medida que os serviços de streaming ganham cada vez mais força em todo o mundo.

As plataformas de streaming acabaram gerando uma mudança forçada e bastante impactante na forma das pessoas consumirem conteúdos.

Se antes era preciso esperar um filme ou série passar na programação da TV aberta, hoje em dia o consumidor pode escolher quando deseja assistir.

Então, surge essa questão: será que a televisão aberta pode vir a acabar em um futuro próximo?

Vamos compreender melhor o assunto!

 

O fim da TV aberta está próximo?

As plataformas de streaming, como dito anteriormente, acabaram promovendo uma mudança forçada na programação das TVs, mas mais importante ainda, na maneira dos telespectadores consumirem conteúdos no Brasil.

Hoje em dia, com as opções de streaming, uma pessoa pode escolher o que ela quer assistir e quando quer ver aquele programa específico.

Por conta disso, a televisão aberta precisa mudar suas práticas e agregar maior qualidade proveniente do streaming, que é tão aprovado pelo público em geral.

O mais provável é que a programação que assistimos na televisão aberta continue a mesma, ou seja, contando com esportes, jornalismo, humor, dramaturgia, entre outros mais.

Entretanto, haverá uma grande mudança na forma como a televisão irá ofertar a programação aos telespectadores.

Assim, as pessoas que irão continuar a ver TV aberta passarão a perceber os efeitos gerados pela chegada dos streamings.

O que está próximo de acabar, na TV aberta, não é ela em si, mas sim essas grades fixas por dia, com programas pré-definidos e engessados em termos de horários.

O público estará cada vez mais exigente em relação às opoes que terá para consumir na televisão aberta, optando por aquilo, onde e quando quer ver um conteúdo.

A TV paga ou por assinatura, que tem muitos canais e vários programas 24 horas por dia, já estão também começando a modificar a sua forma de oferecer conteúdos para os clientes.

 

O usuário vai poder escolher apenas aquilo que quer ver

Ao longo dos anos, a TV aberta passou por transformações profundas, ao longo dos quase 70 anos existentes aqui no Brasil.

O mais provável é que ela continue com as opções atuais que oferece em termos de conteúdos, mas irá oferecer aos telespectadores de uma maneira diferente.

O provável é que a TV aberta passe a agregar diversas características provenientes do streaming, conseguindo diferenciar-se e ter todas as vantagens desse tipo de serviço.

O que vai “acabar”, então, é essa questão da TV definir o que o usuário irá assistir, mudando para que ele possa escolher aquilo que quer consumir dentro de uma grande oferta de canais e programas.

Isso irá então trazer uma transformação profunda na tão tradicional televisão aberta, promovendo uma possibilidade maior de interação do telespectador.

 

Conclusão

Como você viu, a TV aberta não deverá acabar em um futuro próximo, como muitos acreditam, mas ela vai, bem provavelmente, adaptar-se à nova realidade do mundo ocasionada pelos serviços de streaming.

Neste texto, você pôde ver um pouco mais sobre como deverão ser essas mudanças na TV aberta, gerando mais opções e uma maior interação com o usuário, sem grades e horários engessados.

O que deve estar em alta será a possibilidade de maior autonomia do usuário, que poderá escolher o que quer ver e quando quer assistir.

Gostou do artigo de hoje sobre a televisão aberta pode acabar no futuro próximo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.